Baby I love you

O amor à sexta-feira!

Nádia Mira

Expoente M Rádio

Sem dúvida umas das bandas da minha vida, os Ramones são considerados os precursores do punk e uma das mais influentes bandas de sempre na história do rock.

Cansados dos falhanços comerciais dos seus álbuns, em 1980 os Ramones abrandam o seu som cru e frenético para trabalharem com o genial e aterrador Phil Spector e gravam “End of the Century”, o quinto álbum de estúdio da banda e o primeiro sem a colaboração de Tommy Ramone, onde se inclui esta versão de “Baby I love you”. Terá sido, muito provavelmente, a parceria mais estranha da história do punk.

Como seria de esperar, e porque falamos de Phil Spector, o inventor da “wall of sound” e assassino condenado, o homem que terá mantido Ronnie Spector presa num armário, disparado contra o tecto do estúdio de Lennon ou encostado uma arma ao pescoço de Leonard Cohen, a relação do produtor com os Ramones não terá sido pacifica.

Dee Dee Ramone afirmou, inclusive, que durante as sessões de gravação, Phil Spector terá mantido os Ramones reféns, sob ameaça de armas, versão que Marky Ramone não corrobora, esclarecendo num vídeo publicado no site da revista britânica NME que “Não houve armas apontadas a ninguém. Elas estavam lá, mas ele (Spector) tinha licença para porte e nunca nos manteve reféns. Podíamos ter saído quando quiséssemos”.

Com ou sem ameaças, os Ramones gravaram uma das mais bonitas baladas de toda a sua discografia. É o punk rock a soar a amor.

Escrita por Jeff Barry, Ellie Greenwich e Phil Spector “Baby I love you” foi originalmente gravada em 1963 pelo girl group The Ronettes, também com produção do evil genius Spector

Quanto aos Ramones, deram o seu primeiro concerto, em 16 de abril de 1974, no mítico CBGB propriedade de Hilly Crystal e verdadeiro berço do punk rock, e entre 1974 e 1996 deram mais de 2 mil concertos, apesar de nunca terem alcançado o sucesso comercial que tanto desejaram.

Hoje continuam vivos por aí, nas t-shisrts das adolescentes que nunca os ouviram e nas sextas-feiras das jovens adultas que não vivem sem os ouvir!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s