Da falta de ar ou de como esquecer as chaves pode ser uma coisa boa ou ainda: sobre janelas que nascem para nunca se fecharem

carrossel dos esquisitos

Ana Ademar

Aconteceu-me no outro dia:

Deixei as chaves em casa.

Fechei a porta.

A porta que dá para a rua estava também trancada.

De um lado a porta de casa: fechada, do outro a porta da rua: trancada.

Encurralada.

Parti o vidro da porta de casa, pois.

Precisava de entrar, precisava das chaves para sair.

Sou desenrascada.

Agora tenho uma janela

Que não se pode fechar é certo, mas sempre entra o ar.

E até vir o frio a sério, gosto que o ar circule.

O ar é bom, faz-me falta. Para respirar. O tempo todo.

E preciso ainda mais quando me canso, quando me assusto, quando sufoco com alguma coisa e uma respiradela mais funda resolve o assunto

Preciso dele quando os números me assustam:

mais de 2300 detidos e

milhares de feridos

em Hong Kong

3 mortos

no Chile;

579 feridos

5 olhos perdidos

na Catalunha;

1304 feridos

no Equador;

29 mulheres assassinadas até 4 outubro

em Portugal

Protestos, manifestações nuns casos.

Noutros, revoluções a precisarem urgentemente de ser feitas.

2 em cada 10 pessoas são pobres

em Portugal

51,4% abstenção

E quem não acha que isto anda tudo ligado, bem enganado anda.

É como se estivéssemos encurralados entre duas portas para as quais ninguém tem chaves. Mas, se as portas não abrem, é inevitável: uma nova janela tem de nascer! Há que partir um vidro para o ar voltar a circular! Somos desenrascados.

E é mais que certo: as correntes de ar hão-de ser muitas, os papéis vão voar, havemos de ter frio e maldizer a ventania que nos apaga os isqueiros, mas caramba o ar é coisa que faz muita falta.

Haverá uma altura em que o vendaval se vai tornar demasiado e os cabelos emaranhados vão ser um problema. Quando começarmos a esquecer a falta de ar e o inevitável cheiro a mofo, alguém vai querer remendar a janela e fechá-la definitivamente. E não faz mal. Também é bom viver com o cabelo alinhado.

O fundamental é garantir que uma porta fica entreaberta. Ou encostada.

Nunca se sabe quando vamos precisar de uma respiradela mais funda.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s