God Only Knows

O amor à sexta-feira!

Nádia Mira

Expoente M Rádio

Desconheço quantas pessoas conhecemos, em média, ao longo da vida, acredito que possam ser centenas ou milhares. As que não escolhemos conhecer, as que fizemos por conhecer, as que ficam para sempre ou aquelas a quem apenas esteve reservada uma breve passagem. Aquelas com quem falamos muito e as com que desejávamos poder falar infinitamente mais. As que nos seduzem e as que apesar da nossa vontade nunca nos deram troco. As por quem nos apaixonamos, aquelas que amamos e as que não conseguimos suportar. As que ganhamos sem esperar e as que perdemos a meio da viagem e, ainda, as que nunca quiseram ser companhia na viagem. Todas elas acabam por ter um papel determinante para o equilíbrio das nossas vidas, no entanto, há certamente umas cuja presença é mais essencial do que outras.

“God Only Knows” é uma música dos Beach Boys, escrita por Brian Wilson e Tony Asher, lançada em maio de 1966 no seminal álbum “Pet Sounds”. Fundados, em 1961, na Califórnia, por Al Jardine, Mike Love e os irmãos Carl, Dennis e Brian Wilson, os Beach Boys foram um dos primeiros grupos a contrabalançar o pop mainstream com técnica e sofisticação. “Pet Sounds”, que também inclui sucessos como “Wouldn’t It Be Nice” e “Sloop John B”, é considerado uma obra maior da pop.

Para o ex-Beatle Paul McCartney,“God Only Knows é “A melhor música alguma vez criada” e serviu como inspiração para o clássico “Here, There, and Everywhere” Embora o tema possa ser entendido como uma soberba declaração de amor romântico a letra foi escrita sob uma égide bem mais espiritual. Aquando do lançamento do tema, Carl Wilson falou sobre as crenças espirituais do grupo, afirmando: “Acreditamos em Deus como um tipo de consciência universal. Deus é amor. Deus és tu. Deus sou eu. Deus é eu. Deus é tudo aqui nesta sala. É um conceito espiritual que inspira grande parte da nossa música.”

Pois eu não acredito em deus, ainda que embelezado como o dos Beach Boys. Mas acredito no amor e no seu poder de ser simultaneamente cura e doença. É sexta-feira, aproveitemos aqueles sem os quais não imaginamos a nossa vida. Como amiúde me diz a minha mãe “ninguém sabe para o que está guardado” e a verdade é que, ainda que assim não pareça, nunca se sabe quando volta a ser sexta…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s