A Louca da Casa

IMG_20201203_150129

A Louca da Casa

Carmo Miranda Machado

Este é um espaço de partilha de experiências, de livros lidos,  escritos e por escrever, de viagens feitas e por fazer e, sobretudo, de histórias de vida vividas intensamente…

O título deste canto virtual foi roubado a uma das minhas (muitas) escritoras favoritas, Rosa Montero. Nascida em Madrid em 1951, estudou Jornalismo e Psicologia e escreveu Histórias de Mulheres, História do Rei Transparente, Histórias do Mar, entre outros. No seu livro intitulado A Louca da Casa, editado em 2004 em Portugal pelas Edições Asa, a autora afirma que se habituou a ordenar as recordações da sua vida através de uma relação de namorados e de livros. Bingo! A mim, acontece-me exatamente o mesmo, com a diferença de que acrescento a esta lista, as viagens que marcaram a minha vida. Assim, foram os livros, as viagens e os amores que me ajudaram a delimitar diferentes momentos de vida, guiando-me nessa tentativa, por vezes, supérflua, de recordar o passado.

Chega, porém, um momento nas nossas vidas que já não perdemos tempo com as memórias idas porque o tempo que nos resta se encurtou e são tantos os livros para ler, as viagens por fazer e, quiçá, mais um ou outro homem para amar…

Assim, quero convidar-vos, caríssimos leitores, a viajarem comigo pela magia das palavras e dos livros e dos locais que nos ajudam a definir a nossa identidade.

Comecei a escrever era menina. Os meus diários estão todos guardados num velho baú de madeira que abro, de quando em quando, para sorrir, rir ou simplesmente chorar. O que restou dessa menina alentejana que sonhava com o mundo e com o mar?

Não sei. Permaneceu dela a mulher que escreve sempre para não morrer porque, como diz a Rosa, escreve-se sempre contra a morte.

Os meus livros, todas com chancela da Editora Colibri, são pedaços de mim mesmo que já não me encontre neles.

O primeiro livro, Entre dois Mundos, Entre Duas Línguas saiu em 2007, seguindo-se, em 2009, Eu Mulher de Mim – Em Lisboa, Além Tejo e todo o mundo. Dois anos depois, em 2011, publiquei O Homem das Violetas Roxas e em 2015 saiu Rios de Paixão. O último livro data de 2019, Solidão d’Amor e Ópio – De Lisboa a Saigão.

São livros que viveram vários anos dentro de mim, onde me confrontei com os meus demónios e também onde me encontrei.

De todos estes e dos que esperam por ser escritos, vos falarei um dia destes. Para já, vim apenas convidar-vos para se lançarem comigo nesta viagem.

Citando Rosa Montero, escrevemos para nos expressar, mas também para nos olharmos num espelho e podermos reconhecer-nos  e compreender-nos.

Venham daí…

2 opiniões sobre “A Louca da Casa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s