Monólogos esquizofrénicos

Foto

 

 

A Rosa

Madalena Palma

– E agora?

– E agora esperas e tens paciência.

– Espero ou tenho paciência? É que são coisas bem diferentes. Ambas têm formas bem diferentes de gestão.

– Esperas pacientemente.

– A espera inquieta-me. Não ter o controlo é-me complicado de gerir.

– Não tens outra forma. A vida é assim.

– Sabes Rosa, são esses clichets que me aborrecem. Nunca fui capaz de os dizer e não me resigno a esses lugares-comuns.

– Achas que podes fazer alguma coisa?

– Não creio. Fiz tudo o que podia fazer. O resto não está na minha mão.

– Viste o por-do-sol hoje?

– Não.

– Isso podias fazer por ti. Podias ter visto o por-do-sol. Foi maravilhoso. Apenas ver e absorver as suas luzes e a sua paz.

– Podias ser menos chata e dizer-me que a vida tem mais do que os fenómenos naturais que se podem assistir todos os dias.

– Tens alguma garantia de que podes ver o pôr-do-sol amanhã?

– …não.

– Recordas-te quando foi a última vez que o viste?

– Não!

– Então podias tê-lo visto hoje.

– …

– Amanhã podes sentir-te melhor e tudo ter passado. Amanhã podes receber as respostas que tanto anseias. Ou não e teres que continuar pacientemente à espera. Mas de uma coisa podes ter a certeza absoluta: amanhã o sol vai pôr-se às 18h13.

2 opiniões sobre “Monólogos esquizofrénicos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s