Dores de crescimento

Foto

à primeira segunda do mês

Maria Manuel Coelho

Maria Manuel Coelho||Expoente M Rádio

Lambemos as nossas feridas e seguimos em frente, coxos mas inteiros. Repensamo-nos e curamos o que está partido, perdendo sempre qualquer coisa no processo, ganhando outras, muitas mais. Depois de exaustos, subimos à tona e reinventamos saídas, forçamos soluções, não há outra forma de viver que não esta. Cedemos à tentação de imprimir, no vício da escrita, as palavras que já quisemos guardar apenas para nós, secretas, pertença exclusiva que ninguém mais tem que conhecer, porque a ninguém mais interessam. Contamos apenas connosco, neste caminho de superar as dores de existir, isso é certo, toda a bolha de ar puro que podemos consumir é interior, mascarada numa ilusão de comunidade envolvente. Ficamos mais fortes no final, ainda que à custa de mais umas quantas dores de crescimento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s