O meu lado mais sarcástico, porque também faz falta e sou ainda mais eu

A Rosa

Madalena Palma

Bem-vindos ao circo.
Aqui podem encontrar de tudo um pouco. Começam logo por comprar bilhete com direito a tirar foto do dito para publicar diretamente nas redes sociais.
Depois passam pela passadeira vermelha e antes ainda da entrada há uma photobooth com passagem direta a entrevistas e fotos com publicação em todas as redes desde o Mirc, passando pelo Orkut, MSN, Tinder e por aí adiante.
Ainda antes de entrar há oferta de beberete de acolhimento como ofertas de boas-vindas.
A tenda abre automaticamente e logo as luzes encandeiam obrigando a entrar de olhos de fechados. Nos minutos seguintes e enquanto todos aplaudem e ainda sem conseguir vislumbrar por onde é o caminho já surgem braços a puxar a indicar onde sentar.
Após acomodação dá-se início ao circo. Animais pululam uns atrás dos outros em manobras acrobáticas para ver qual se destaca mais. Saltam, fazem piruetas, passos de magia, sacando da cartola todos os truques possíveis e imaginários. Soltam-se gargalhadas forçadas e tudo se faz espetáculo por forma a justificar o preço do bilhete. É caro mas vale a pena, dizem.
E são aos milhares os artistas, os atores e até os animais que aliciam para o maior espetáculo do mundo.
Até que a moda passe e venha outra coisa que dê maior prazer e destaque.
Há preços que se pagam de forma inconsequente e de tudo se faz espetáculo.
Comigo não contém.
Até porque nunca gostei de circo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s