Laboratório de Interpretação

EntreMarias Especial FITA 2022

Marias

Leopoldina Pina de Almeida

Desta vez o EntreMarias vai juntar-se ao FITA – Festival Internacional de Teatro do Alentejo – que vem em força na sua IX edição  – PROGRAMA.

Entre os dias 5 a 14 de Maio, vamos poder ver uma programação própria e diferente, com muito teatro, música e dança e com a Liberdade de ver espetáculos fora dos habituais pacotes pré-formatados de distribuição homogénea, em regime de monocultura (mais uma). E isto num denominado interior, onde supostamente nada acontece. Onde por vezes os programadores da capital vêm mostrar cultura, misturando aleatoriamente o nome de um@ artista nacional reconhecid@ com um grupo coral regional qualquer. E desta vez, também com a Liberdade de não usar máscara e de voltar a pintar os lábios de vermelho!

A máscara ou persona, no simbolismo dos arquétipos, é uma espécie de camuflagem que permite que os outros conheçam de nós apenas o que nós queremos que eles conheçam. No entanto, existe um significado mais antigo da persona, encontrado em vários rituais da América Central, em que a persona não é apenas uma máscara atrás da qual a pessoa se esconde, mas sim uma presença que encobre a personalidade rotineira. (Clarissa Pinkola Estés, “Mulheres que correm com os Lobos”).

Talvez por isso esteja a haver tanta resistência em tirar a máscara. Pelo menos é isto que tenho sentido. Na escola onde lecciono, para além da maioria d@s adultos continuar mascarada, muit@s adolescentes, que inicialmente resistiam a esta prisão, parece agora que até sentem um certo conforto em estar por detrás da máscara, como estão por detrás do ecrã, por detrás da vida. Por causa das borbulhas, do buço, do aparelho, dos dentes, dos outros, del@s próprios. Já me perguntei o que aconteceria se nos obrigassem a tapar o corpo todo durante dois anos. E a calar-nos. É assim que estas coisas acontecem. “A gente se acostuma…”. https://youtu.be/ruN_LR60ZfQ

Ora, o que vos propomos neste Laboratório de Interpretação, com a nossa querida Yakelin, amiga cubana de longa data, é precisamente tirar as máscaras! Este vai ser o ponto de partida para nos afastarmos da rotina do dia-a-dia e nos focarmos em nós mesmos. Através do Jogo Teatral, vamos explorar habilidades expressivas que provavelmente são desconhecidas para muit@s de nós. O objetivo é partilhar e aproximar o público do mundo criativo do ator/atriz, e das ferramentas com que est@ trabalha – Corpo e Voz no seu estado mais verdadeiro. O imaginário teatral é um espaço amplo e este laboratório procura esse sentido de Liberdade, onde nada nos impedirá de sonhar.

Por isso, no dia 8 de maio, entre as 15 e as 17 horas, na antiga Galeria do Desassossego, vamos brincar ao teatro, para sentirmos um bocadinho do que sentem as actrizes e os atores no trabalho intimo de (des)construção da persona. Sem máscaras!

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s