Ana Paula Figueira

Ana Paula Figueira nasceu em Beja, em 1965. Doutorada em Gestão de empresas, na área específica do Marketing, é docente no Instituto Politécnico de Beja e, desde Novembro de 2017, sua Pró-Presidente para o Planeamento, Marketing e Comunicação. Integra a lista de peritos da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES). As suas áreas de trabalho centram-se, especialmente, no marketing aplicado ao turismo e ao território. Paralelamente à atividade académica tem estado ligada a muitos projectos externos e de intervenção social e comunitária. Desde 2011 assina uma coluna de opinião no Diário do Alentejo. Tem diversos trabalhos publicados, tanto de cariz técnico relacionados com a sua área de formação académica, como livros infantis e coletâneas das suas crónicas.

13 – Sem Reservas Nem Tabus, de 2010, foi a primeira publicação de, precisamente, 13 livros até à data, como autora ou co-autora. É co-autora da obra 13…sem reservas nem tabus (2010), e autora dos livros amor e bondade com cheiro a madressilva (2011), Marketing Territorial – uma nova dimensão do marketing (2011), Caleidoscópio 11211colectânea ilustrada de colunas de opinião (2012), Governança Territorial em Rede – medição da notoriedade e avaliação do desempenho de uma parceria interorganizacional (2013), Sem óculos-cor-de-rosa (2013), Caleidoscópio 11212 – colectânea ilustrada de colunas de opinião (2013), Será que amanhã ainda me amas? (2014), Na luz branca de Lisboa (2014), Caleidoscópio 11213 – colectânea ilustrada de colunas de opinião (2015), Caleidoscópio 11214 – colectânea ilustrada de colunas de opinião (2015), Era uma vez… (2015), As voltas do teu coração (2016), Corajosamente (2016), A estrela de Klahan (2017) e Raízes de vida (2019), este último em co-autoria com António Bagão Félix.  

Responsável pela implementação de estratégias de marketing inovadoras, na promoção de instituições públicas e de ensino, protagonizou o lançamento do perfume do IPBeja, em março de 2018,  e, ainda no final desse ano, de marcadores em prata e de um conjunto de 4 chávenas, alusivas a cada uma das escolas que compõem a Instituição.