Ela é vida

letras soltas Maria João Coloca o cabelo ao seu estilo livre esvoaçando ao vento que o alvoraça Risco preto nos olhos Batom doce nos lábios Calça as botas Abotoa as calças Enfia a camisa que fica pra fora Veste o sorriso Ilumina o rosto e com o seu ar de menina todos abraça Ela é … Continuar a ler Ela é vida

Já que estamos no início do ano, porque não descobrir o nosso arcano?

Marias Leopoldina Pina de Almeida “A magia tinha como base uma conceção animista da natureza que não reconhecia nenhuma separação entre matéria e espírito, e que, por essa mesma razão, imaginava o cosmo como um organismo vivo, povoado de forças ocultas, em que cada elemento tinha uma relação “simpática” com o resto. (…). Erradicar essas … Continuar a ler Já que estamos no início do ano, porque não descobrir o nosso arcano?

Sofia em, afinal sou um travesti ou provavelmente uma matrafona…

excogitações Sofia Sempre fui apaixonado por literatura. Devorava livros na pré-adolescência e ainda hoje não compreendo o conceito de adormecer sem um livro na cabeceira e em silêncio desdenho de quem tem televisão no quarto. Como, desde a primária, que me encanta escrever, brincar com as palavras, inventar estórias e a ironia dos silêncios. Pelo … Continuar a ler Sofia em, afinal sou um travesti ou provavelmente uma matrafona…

Lugares

letras soltas Maria João Há lugares que me dizem tudo Que me preenchem os vazios da saudade marcada no meu peito Que me dão energia e coragem de vencer e querer sempre mais Há lugares que são luz Tal raios de luz que entram pelas frechas da janela do meu quarto num dia quente de … Continuar a ler Lugares

pintando um poema

Marias Leopoldina Pina de Almeida O mês passado foi um mês em GRANDE! Foi o mês de mais um Festival das Marias, pleno de trabalho interior, de crescimento pessoal, de partilhas, de novos conhecimentos, de espetáculos e principalmente de vontade de mais… E para além disso, ainda tivemos um EntreMarias Especial, no dia 28 de … Continuar a ler pintando um poema

O meu pai

à primeira segunda do mês Sónia Calvário Em 1946, na terra que viria a ser conhecida como a de Catarina Eufémia, nascia, na aldeia velha, o mais novo de seis. Rabino, destemido, curioso. Adorava a escola. Fugia para a casa da professora para aprender. Gostava de saber. De conhecer. Fazia recados aos homens de trabalho … Continuar a ler O meu pai

Os meninos são alérgicos e os cães têm pulgas.

Maria Campaniça Celina Nobre Juvenal nasceu pobre. A horta onde os pais moravam, cercada por um muro de pedra, onde no inverno se acumulavam musgos, haveria de lhe ditar a sina, muito mais do que supunha, quando em criança o pulava, vezes seguidas, para impressionar os poucos que o olhavam, enquanto fazia a gracinha. Normalmente … Continuar a ler Os meninos são alérgicos e os cães têm pulgas.