LAY OFF EM TEMPOS DE COVID: PODEM OS CLUBES ADERIR?

ars athletica Sara Mesquita Neste período, em que o coronavírus ainda está a vencer o jogo, têm sido muitos os diplomas publicados, anunciando novas medidas e alterando, prorrogando ou revogando outras. O (des)emprego tem sido uma preocupação de toda a sociedade, com uma crise não só económica, mas também social, a ganhar cada vez mais … Continuar a ler LAY OFF EM TEMPOS DE COVID: PODEM OS CLUBES ADERIR?

COVID-19 | MUNDO-0 – Coronavírus: o nosso adversário comum

ars athletica Sara Mesquita Era inevitável que o tema deste mês fosse dedicado ao novo vírus que está a afetar o Mundo inteiro, inclusive o mundo do desporto - o vírus que está a suspender competições desportivas e a deixar em suspenso a realização do Euro 2020, prevendo-se a sua realização apenas em 2021, e … Continuar a ler COVID-19 | MUNDO-0 – Coronavírus: o nosso adversário comum

O futebol feminino pode e deve ser um modelo para o desporto. Vamos a tempo!

ars athletica Sónia Calvário O Amora FC queixou-se, esta semana, da arbitragem, num jogo que disputou com o SLB. Falamos de futebol e no feminino. O Clube refere que houve duas situações, não assinaladas pela equipa de arbitragem, das quais resultaram duas lesões graves, de duas atletas, que tiveram, inclusivamente, de sair do jogo e … Continuar a ler O futebol feminino pode e deve ser um modelo para o desporto. Vamos a tempo!

É ASSIM TÃO DIFÍCIL MARCAR UMA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA?

ars athletica Sara Mesquita Não é só em relação às claques (ver aqui) que o Sporting vive momentos conturbados. Depois do fatídico ataque a Alcochete, que culminou com a demissão do anterior Presidente do clube e da SAD, os novos órgãos sociais do Sporting têm vindo a ser alvo de várias críticas, começando no “entra … Continuar a ler É ASSIM TÃO DIFÍCIL MARCAR UMA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA?

Atletas e equipas femininas… “Só” muda o TPA?

ars athletica Sónia Calvário A Organização Mundial de Saúde (OMS) publicou ontem um estudo sobre a prática de atividade física entre os jovens (dos 11 aos 17 anos). Não surpreendeu a conclusão de que “são as raparigas que se mexem menos: 85% praticam menos de uma hora” por dia, a recomendação mínima da OMS. Este … Continuar a ler Atletas e equipas femininas… “Só” muda o TPA?