Cristina Taquelim

mouraria negro

Cristina Taquelim nasceu em Lagos, em 1964. Licenciou-se em Psicologia Educacional e pós-graduou-se em Ciências Documentais. É Mediadora de Leitura e trabalha na Biblioteca Municipal José Saramago, em Beja, onde é responsável pelos programas de Narração Oral, as “Palavras Andarilhas” e as “Mil e Uma Noites, Mil e uma Histórias”, além de projetos continuados de mediação da leitura,

Tem participado em diversos colóquios e congressos sobre mediação, nomeadamente em encontros, não só em Portugal, mas também no Brasil, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Espanha e Argentina, e tem dinamizado oficinas nesta área. A atividade como narradora iniciou em 1995, tendo trabalhando com públicos de todas as idades.

É autora de três livros: o recentemente publicado Avó de Coração (Zero a Oito, 2019), Uma Casa na Lua (Paulinas Editora, 2011) e Na minha casa somos sete (Pé de Página Editores, 2009).

Cristina Taquelim “gosta de escrever cartas  e tem o vício da metáfora. Às vezes duvida. Tem voz grave. Gosta de contar. Às vezes escreve. Ainda teme a morte. Recusa-se a viver sem estar espantada por existir”.